[Filme 016] Curta-Metragem Moiré

21:08 0 Comments A+ a-

Título: Moiré
Gênero: Curta-metragem
Ano: 2014
País: Espanha
Direção: Juancho Bañuelos e Estefania Cortés

Sinopse: Toda família esconde com chave os seus segredos. Em uma família tradicional, onde vive Sergio, um menino de aparentemente oito anos, não é diferente. Durante uma hora do dia, com a ajuda de sua avó, ele cumpre seus desejos, em um local fora da visão do avô. Uma decisão deve ser tomada por Elena, mãe do menino e a avó.




Olá meus queridos leitores, terminei de assistir um curta-metragem faz uns minutos e decidi falar um pouco dele aqui para vocês. Com duração de 15 minutos, o curta escrito e dirigido por Juancho Bañuelos e Estefania Cortés, abordando o tema da transexualidade infantil.

Sergio, filho de Elena, vive em uma casa com sua mãe e seus avós, uma família tradicional. Com a ajuda de Carmen, sua avó, o menino passa uma hora dentro de um quarto cumprindo seus desejos. Algo inesperado acontece, e tanto Elena como Carmen devem tomar uma decisão que mudará a vida dessa família.

Eu estava curiosa para assistir, já que havia visto alguns comentários elogiando o curta, e também por contar com a presença da atriz Inma Cuesta que interpreta a personagem Elena na história. Logo no início, já dá para perceber que algo está acontecendo com o garoto e a frase “já sabe, tem uma hora” desperta um pouco de curiosidade. Com um jogo de iluminação, que na minha humilde opinião foi muito bem aplicado, cenas um pouco mais carregadas, como quando a família está reunida, ficam mais escuras, o que mostra e dá a sensação de que todos ali sabem o que se está passando, mas estão tentando levar isso sem muito escândalo, deixando o clima dentro da casa um pouco pesado.

Como em todo curta-metragem, Moiré acaba no momento em que você está preso a história, deixando você com a boca aberta e se perguntando “Como assim terminou?”. Para quem possui sensibilidade para prestar atenção em detalhes, apesar de ser um filme de pequena duração, dá para se entreter um pouco. Espero que tenham gostado, até a próxima!

Resumo da minha opinião; Egyptin Mau

“Cuando conoce a alguien, todo te parecen trazos perfectos. Líneas que encajan las unas con las otras. Pero, con el tiempo una de las líneas se tuerce y el dibujo se distorsiona tanto que daña la vista.”
Imagem: Orgullo Goya Madrid 

Graduada em Processos Gerenciais. Apaixonada por automobilismo e esportes em geral, sou Corinthiana e Rojiblanca de coração. Amo ler e assistir filmes e séries. Gosto de conhecer novas culturas e tenho um carinho especial pela Cultura asiática e árabe.