Circuito de Hockenheim

18:46 0 Comments A+ a-


Olá meus queridos leitores! Estou voltando a falar de automobilismo, passei esses últimos meses sem tocar no assunto por aqui, mas estou tentando vencer meus medos de uma coisa que aconteceu. Bom, como nesse fim de semana ocorre o último circuito desta primeira parte e os pilotos entram de férias, vou tentar deixar o mês de agosto bem movimentado com relação ao mundo do motor. 

Este ano o GP da Alemanha voltou ao calendário da fórmula 1. A corrida acontecerá neste final de semana no circuito de Hockenheim. Este circuito foi construído para ser realizado provas de alta velocidade da Mercedes-Benz. As construções foram paralisadas devido a Segunda Guerra e após ela, foi Nurburgring que se tornou sede da Fórmula 1, fazendo com que Hockenheim ficasse com eventos menos importantes.

Após algumas avaliações, foi empregado dinheiro para reconstruir um novo circuito, esse que conhecemos hoje. Mesmo com a morte do piloto de Fórmula 2, Jim Clark, no ano de 1968, Hockenheim começa a sediar a Fórmula 1 dois anos depois. Quando Nurburgring foi renovado, o Grande Prêmio da Alemanha voltou a acontecer lá, até o ano de 1976, quando o piloto austríaco Niki Lauda sofreu um acidente em que recebeu graves queimaduras. Na temporada seguinte, após o acidente, Hockenheim voltava a sediar o GP da Alemanha e no ano de 1980, o piloto francês da equipe Alfa Romeo, Patrick Depailler, morreu enquanto treinava na pista no dia 1 de agosto, aos 35 anos. 

Em 2002, o circuito foi reduzido consideravelmente por Hermann Tilke, famoso arquiteto, e segundos alguns ele mutilou o circuito, já que parte das zonas de alta velocidade foram perdidas. 

A característica principal deste traçado são as longas retas que fazem com que os pilotos alcancem elevadas velocidades, mesmo com algumas modificações, este continua sendo uma das mais rápidas pistas do calendário, ou simplesmente é a mais rápida. Por um tempo Nurburgring e Hockenheim alternavam-se no Grande Prêmio da Alemanha, mas por falta de acordos, a FIA havia decidido retirá-lo do campeonato, mas como eu já disse: Hockenheim voltou!

Com um total de 17 curvas, dez delas são para a direita e as outras sete para a esquerda. Contará com 67 voltas em uma extensão de 4.574 metros. O tempo recorde na corrida pertence ao Kimi Raikkonen, ano de 2004, quando fazia parte da equipe McLaren. 

Com relação aos treinos que aconteceram hoje, o piloto alemão da Mercedes, Nico Rosberg, liderou os treinos dessa sexta-feira, sendo seguido pelo companheiro de equipe e atual tricampeão Lewis Hamilton, e seu conterrâneo o piloto da Ferrari Sebastian Vettel. Fernando Alonso, o aniversariante do dia, mostrou bom desempenho da McLaren ficando em sétimo e decimo nos treinos livres de hoje. Analisando o jovem piloto espanhol Sainz, apesar de ficar em décimo e décimo primeiro, mostrou estar satisfeito com o treino de hoje e que o carro respondeu as expectativas da equipe, e que na minha opinião, ele está guardando alguma coisa para a classificação e a corrida no domingo, desejo um ótimo desempenho. 

Já os nossos brasileiros, não foram tão animadores, mesmo a pista sendo conhecida por trazer bons resultados aos brasileiros, Massa terminou em décimo terceiro e décimo quinto e o piloto brasiliense Nasr, ficou em último. 

Bom, espero que tenham curtido o pouco que aprendi sobre o circuito da Alemanha, até a próxima!

Mais sobre o circuito? Assista um vídeo AQUI

Referências:
Formula 1. es. s.d. http://www.formulaf1.es/circuito/hockenheim-alemania/ (acesso em 28 de julho de 2016). 
Portal Brasil . s.d. http://www.portalbrasil.net/formula1_autodromos_hockenheim.htm (acesso em 29 de julho de 2016). 
Terceira Equipe. s.d. http://tercerequipo.com/2016/07/26/previo-gp-de-alemania-asi-es-el-circuito-de-hockenheim/ (acesso em 29 de julho de 2016).

Graduada em Processos Gerenciais. Apaixonada por automobilismo e esportes em geral, sou Corinthiana e Rojiblanca de coração. Amo ler e assistir filmes e séries. Gosto de conhecer novas culturas e tenho um carinho especial pela Cultura asiática e árabe.