[Anime 002] Fruits Basket

01:00 0 Comments A+ a-

Título: Fruits Basket
Gênero: Comédia Romântica, Drama, Shoujo, Fantasia.
Ano: 2001
Episódios: 26
Criador: Natsuki Takaya
Diretor: Akitaro Daichi
Classificação: 5/5

Sinopse do Anime AI
Segundo a lenda do Juunishii (horóscopo Chinês), Deus daria uma festa e todos os animais foram convidados, recomendando-lhes que não se atrasassem de jeito algum. Então o rato, traiçoeiro, enganou o gato dizendo que a festa seria no outro dia. No dia seguinte, na festa, todos os animais chegaram ao local (a ordem que cada animal chegou, se tornou a ordem do Juunishii), menos o gato que foi enganado e que mal esperava a festa que para ele nunca iria acontecer. Então o gato ficou de fora do Juunishii. No Japão atual, existe uma brincadeira muito popular chamada Fruits Basket (Cesta de Frutas), onde para cada pessoa é atribuído o nome de uma fruta. Porém Tohru Honda, uma jovem deslocada, recebia como nome Onigiri (Bolinho de Arroz) como “fruta”, por sarro das demais crianças. Inocente, a menina esperava pacientemente que sua “fruta” fosse chamada para que ela pudesse participar da brincadeira, coisa que nunca ocorria.

"Isso é errado!' ou 'Isso é estúpido!', Se a vida é de outra pessoa, é tão fácil fazer comentários irresponsáveis. Se fosse possível vivem sem cometer nenhum erro, seria tão genial, mas esse tipo de coisa: Queda, tropeço, perder-se do seu caminho, cometer erros... Caminhando lentamente, Um passo de cada vez... É só isso que posso fazer com meus pés, ainda que possuam cicatrizes." - Yuki Sohma


Olá meus queridos leitores, mês de agosto voando, logo chega setembro, não acham que o tempo está passando rápido demais? 

Hoje estou aqui para falar de um dos meus animes favoritos, são 26 episódios, um mais fofo que o outro. 

Tohru Honda, apesar do nome masculino, é uma doce menina que perdeu a mãe em um acidente de carro, para não incomodar o avô com despesas devido a reforma na casa da filha dele, ela decide viver sozinha em uma barraca, já que pensou nas condições de suas amigas e não quis causar problemas. Ela ocultou isso de todos, mas não demorou muito a descobrir que perto de onde escolheu para viver, também morava um colega seu, Yuki Sohma e seus primos Shigure e Kyo. 

O que Tohru não esperava era que sua vida mudaria completamente após um deslizamento de terra que acaba com a sua barraca. Recebendo ajuda dos garotos, ela acaba indo viver com eles, logo em seguida descobrindo o segredo da família, onde 13 pessoas da família Sohma possuem uma maldição baseada na lenda do Juunishii. Aos poucos ela vai conhecendo cada membro da família e se envolvendo mais com a história e promete guardar o segredo deles.

Infelizmente o anime não mostra todos os personagens, nem sequer a história toda, sendo interrompido no volume seis do mangá dos 23 que possui – para a minha tristeza. Mana me dá a coleção de mangá de presente? 

Além da Tohru, sou apaixonada por outros personagens. Kyo, que é o gato da história do horóscopo chinês, aparenta ser um garoto grosso e insensível, no entanto, é uma pessoa admirável. Como seu signo não faz parte do horóscopo chinês, ele é ignorado pela família e tratado com inferioridade. Com a morte da mãe e abandono do pai, ele foi viver com o neto da última pessoa que possuiu o espirito do gato, ensinou a Kyo artes maciais e o garoto também nutre sentimentos pela Tohru, além de Yuki. 

Momiji o coelho, eu amo esse personagem e acho ele muito lindo. Possui uma mãe alemã e seu pai é japonês, por conta disso sua aparência é mestiça, além disso mesmo tendo 14 anos ele parece ser bem mais novo. Ama doces, suas roupas são coloridas e com um estilo mais infantil, busca agir como uma criança e também toca violino. Por conta da maldição ele foi rejeitado pela mãe, ela teve sua memória apagada e vive com sua pequena filha separada do garoto que vê tem que suportar o peso de ver sua própria mãe e irmã não o reconhecer. 

Amo as músicas também, uma mais tocante que a outra. Amo, em especial, a música de abertura “For Fruits Basket” interpretado pela Ritsuko Okazaki.

Espero que tenham curtido, até a próxima!

"Eu acho que eu quero viver mantendo todas as minhas memórias, por mais dolorosas que sejam. Embora sejam lembranças que me machucam. Embora às vezes se esquecem das coisas desejadas. Acho que se eu mantê-las, serei valente, pois chegará o dia em que eu vou ser mais forte do que eles, mostrando que ninguém pode perder as suas memórias, porque eu acho que não há memória que pode simplesmente ser apagada." - Momiji Sohma

Graduada em Processos Gerenciais. Apaixonada por automobilismo e esportes em geral, sou Corinthiana e Rojiblanca de coração. Amo ler e assistir filmes e séries. Gosto de conhecer novas culturas e tenho um carinho especial pela Cultura asiática e árabe.