Livros

[Resenha 031] Histórias Extraordinárias

03:00,2 Comments

(Imagem de Horror Stories/ Vitória Chaves)

Título: Histórias Extraordinárias
Título Original: Extraordinary tales
Autor: Edgar Allan Poe
Páginas: 161
Ano: 2005
Editora: Ediouro
ISBN: 9788520927991

Sinopse do Skoob:
O homem sempre sentiu medo, sobretudo daquilo que não pode entender, do incerto e — porque não dizer — do proibido. Talvez por isso o horror tenha algo que nos afaste, mas que também nos atraia e nos deixe fascinados. E foi desbravando essa estranha e ambígua sensação que o contista, crítico e poeta norte-americano Edgar Allan Poe se consagrou como um dos mestres do gênero do terror e o pai da literatura policial. 
Ambientes sombrios, ruas desertas, esquinas escuras, mansões malditas, assassinatos misteriosos e personagens sobrenaturais compõem a atmosfera gótica que tanto marcou suas histórias de terror. Poe detém o poder de envolver o leitor desde a primeira frase. Ele nos conduz pelo conto, deixando escapar apenas o que devemos saber naquele momento, mantendo o suspense até o desfecho invariavelmente inesperado. 
Mas sua fina ironia, seu sarcástico humor e suas inigualáveis lógicas e sagacidade também são elementos que cunharam a obra desse homem que influenciou de forma decisiva o conto moderno de horror.
Ler as histórias de Edgar Allan Poe nos faz regressar aos tempos de infância, em que os maiores medos despertavam o horror, mas também deixavam um estranho desejo de sentir o corpo arrepiar, só mais uma vez. Uma experiência inigualável.

Edgar Allan Poe nasceu em janeiro de 1809 na cidade de Boston, aos dois anos ficou órfão foi enviado à Escócia e a depois à Inglaterra para estudar. Ainda na Universidade foi alcoólatra e costumava jogar. Seu primeiro poema foi publicado 1927, mas ele também escreveu romances e contos. Sua narrativa tem um ar misterioso, um toque de terror, além de um estilo policial fascinante em suas histórias. Ele morreu em Baltimore, no ano de 1849, por conta do alcoolismo. Os Crimes da Rua Morgue, O Gato Preto e O Corvo são algumas das suas obras. 

Olá meus queridos leitores, prontos para mais uma resenha?

Estava pensando em livros que li de suspense e terror, e lembrei desse que foi devorado logo no início de 2012. Gostava de ler de noite, no frio e no escuro, apesar disso, não sentir medo, mas confesso que o cenário e algumas histórias deixaram o clima mais tenso, ótimo para essa época, já que o Halloween está chegando. 

Como sempre, iniciamos pela capa. Um gatinho preto, com um olhar de quem observa, o gato preto já nos lembra muitas histórias de suspense e terror, mas na capa foi retratado um dos contos de Poe que está sendo contado no livro. O conto do Gato Preto fala sobre um homem que desde sua infância apresentava uma grande afeição por animais e tinha grande prazer em alimentá-los e cuidar deles, possuía diversos bichinhos e entre eles um gato chamado Plutão, que somente ele alimentava. Com o passar dos anos ele passou a beber e virar um alcoólatra violento, ele acabou por matar o gato de uma forma cruel, sendo esse apenas um dos seus grandes problemas, já que ainda tem muito mais por começar.

No que se refere ao título, não posso negar que Histórias Extraordinárias faz muito sentido, já que cada conto tem um pouco de extraordinário.

Os contos retratados no livro são considerados clássicos da literatura de horror e policial, nenhum deles tem ligações entre si e podem ser lidos em ordem aleatória, mas é uma mais interessante do que o outro. Além do conto do Gato Preto, já citado a cima, lembro que havia o Escaravelho de Outro, que não é exatamente terror, ele possui uma temática investigativa. 

Agora de todos os contos que foram escolhidos para a publicação, o que eu mais gostei foi Os Crimes da Rua Morgue, que por mais que olhasse muitas vezes, eu sempre falava “Mouge” uma mistura de “Moulin Rouge”, sim essa foi a parte engraçada da minha leitura e confesso que por mais que eu tente, ainda vejo “Mouge” antes de Morgue. Mas nesse conto, que não tem muito de terror e sim policial, a solução do crime é feita de forma fascinante, utilizando a mente, tem todo um toque psicológico e que me encantou do começo ao fim. 

Penso que seja um bom momento para pegar esse livrinho e começar a folheá-lo, Poe descreve cenários de uma forma incrível, o leitor tem uma proximidade com o local e chega a viajar em cada conto. Se você não está buscando terror, de uma forma assombrosa e sangrenta, mas sim um suspense que deixa uma tensão no ar e um cenário brilhante, essa com certeza será uma boa escolha para você. 

Resumo da minha opinião: Sagrado da Birmânia
Skoob

You Might Also Like

2 comentários:

  1. oi tudo bem?

    que capa divina, não conhecia a obra.
    mas já me interessei. adorei sua resenha beijos

    Taynara Mello | Indicar Livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir