Filmes & Series

Prêmios Goya 2017: 31ª edição e seus triunfadores.

11:21,0 Comments


Não foi somente uma entrega de Prêmios para os melhores, ontem foi uma cerimônia magnífica em homenagem a todos os atores que lutam para fazer o cinema espanhol crescer cada vez mais. Como o prometido houve interatividade, humor e muita emoção, estando pela terceira vez Dani Rovira apresentando, trazendo ironias e falando do que realmente importa: Cinema.

Para mim, atuar em um monólogo é um desafio. Rovira fez uma ótima abertura encenando um monólogo que fala da sua terceira participação conduzindo os Prêmios Goya, atuou interagindo com o público e não deixou de representar muito bem o que estaria por vir nesta 31ª edição. Desafio aceito e muito bem executado. 

“Aquí estoy, por terceira vez. Seguramente mucha gente em suas casas se preguntará, ¿por qué? (...) Porque tres es el primer número de treinta y uno, que son las galas que llevamos celebradas. Porque tres es el primer número de treinta y cinco, que son los presentadores que hemos tenido agallas de presentarlas y porque tres es el primer número de trescientos, y ¿cuál es nuestro oficio? Hacer cine español. ¡Au! ¡Au! ¡Au!”

Foram aproximadamente três horas, 28 categorias, uma bagagem de inspiração para levar para casa e um aviso simpático para o Trump.

“Donald , que sepas que aquí en España la palabras cine se escribe con i…latina”
Foram momentos surpreendentes, principalmente quando Rovira vestiu-se de Super-Homem, sentou-se ao lado da Presidente da Academia, Yvonne Blake e começaram a conversar. No entanto, considero inesquecível, o momento em que colocou saltos para defender o papel da mulher na sociedade, mostrando sua importância em postos de decisão.


Quem assistiu ao filme Sete Minutos Depois da Meia-Noite, sabe como ele é brilhante. Com 12 nominações, este filme com roteiro de Patrick Ness e dirigido por J. A. Bayona conquistou 9 Goyas. O que gastamos com lencinhos durante o filme, foi o que Bayona chorou durante a cerimônia. De brinde, ainda nos presenteou com belas palavras de agradecimento, compartilhando seu amor pelo cinema e ressaltando a importância da Cultura. Você é grande J. A. Bayona, conquistou meu respeito e admiração, parabéns!


Entre as 28 categorias, consegui comemorar treze vezes — Dani Rovira olha o três aqui de novo. Em cada categoria eu tinha um favorito e pude comemorar em 13 e aplaudir as outras 15, que foram muito bem premiadas.

Tarde para la Ira consagrou a Raúl Arévalo o prêmio de Melhor Diretor Principiante e comemorou outras três vezes em que o filme recebeu os prêmios nas categorias de Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Roteiro Original. 

Emma Suárez conquistou dois Goyas como Melhor Atriz Coadjuvante no filme La Próxima Piel e como Melhor Atriz Principal no filme Julieta, emocionada e sem acreditar que havia conquistado um segundo prêmio, dedicou em seu segundo discurso, agradecimentos ao diretor Pedro Almodóvar. 

Pude me alegrar com prêmio de Melhor Ator Principal recebido por Roberto Álamo, já que fez um ótimo papel como policial no filme Dios nos perdone. Ele dedicou seu prêmio a todos os atores espanhóis, em especial os que não possuem trabalho.

Por fim, não posso deixar de mencionar o Prêmio de Honra dado a Ana Belén. A homenagem iniciou com um vídeo que mostrava cena de vários dos seus personagens e ela não foi breve em suas palavras, com um elegante e emocionante discurso contou sua história e fez também algumas reivindicações. 

Se querem conhecer as outras premiações visite o site oficial do Goya. Que todos tenham uma semana abençoada e espero vocês amanhã, com mais uma postagem feita especialmente para vocês, meus queridos leitores. Até a próxima!

You Might Also Like

0 comentários: